Missão Inquietante

Missão Inquietante

missao

MISSÃO INQUIETANTE

Lima, 12 de dezembro de 2014. Queridas irmãs, Paz e Bem!!

 

Faz uma semana  que voltei de uma missão da região de Panao, aquí no Peru ,escrevo porque gostaria  de partilhar um pouco dessa experiencia inquietante. No dia 14 de Outubro saímos  ir. Zilma e eu  para região de Panao a pedido de padre Cromácio, pároco da cidade de Panao, para ajuda-lo dando um pouco mais de presença em algumas comunidades daquela região,( Panao, Molinos, Huarichaca e Manzano) por dois meses.

 

Ficamos em  Molinos (cidade de nossa aspirante, Florcita Siomara), na paroquia Nossa Senhora de Fátima, de  lá saíamos para as cidades acima citada. Toda parte da manha estávamos  ocupadas pois aproveitamos para dar um pouco de presença nos colégios, nas aulas de religião, trabalhando com jovens de 2º e 3ª colegial falando  do valor da vida e da vocação. Às tardes visitávamos as famílias e muitas vezes eramos visitadas por pessoas pedindo orações.

 

Quantas pessoas vinham nos buscar pedindo orações! Quanto sofrimento de pessoas que já perderam alguém da familia por tantas enfermidades principalmente de câncer; outros por falta de uma orientação, outras porque já se acostumaram com  os sofrimentos e outras que sofrem, mas confiam na misericórdia de Deus, por isso vinham buscar as madrecitas para rezar  pedindo a misericórdia de Deus por elas, porque viam nas madrecitas um sinal da presença de Deus.

 

Quando queríamos reunir o povo para rezar  as noites, tocávamos o sino da torre da igreja e apareciam as pessoas, mas sempre os pobres. De verdade, uma palavra de amor: conquista transforma e eleva.

 

Volto da missão feliz, mas ao mesmo tempo inquieta. Feliz por essa oportunidade  que Deus me deu através de mina vocação dentro desta família religiosa toquei um pouco muitos sofrimentos  de tantas pessoas que sofrem, mas no meio de tanto sofrimento, existe um sinal de esperança,  que é  a Misericórdia  de Deus por todo aquele que espera Nele.

Inquieta porque depois de presenciar tanto sofrimento, nao trazer diante de Deus todas aquelas pessoas  e gente de todo mundo  que sofre as mesmas dificuldades e outras que nao sabemos, seria muita insensibilidade.

 

Estando no meio da juventude que na maioria das vezes não entendia porque eramos tão felizes quando partilhávamos nossa vocação e o chamado que Deus faz a cada uma em particular,reforça sempre mais dentro de mim a importância de nosso Ser religiosa, mas religiosas felizes. Como é importante a experiencia de Deus que cada uma faz no cotidiano. Se não é assim, o que  anunciar ou comunicar? Se não a alegria de sermos amadas por Deus  e sentirmo seu apelo tao grande e insuportável dentro do coração que nos impulsiona a comunicar este amor a todos, sem distinção de  pessoas; ricos, pobres, jovens, anciãos, enfermos, sanos…Este é nosso dever:  anunciar a todos que Deus é amor, amor Misericordioso, porque nos ama incondicionalmente como somos, cheios de misérias, mas quando confiamos em sua graça em nossa vida, Ahh!! Como passamos a ver a vida com outros olhos.

 

Que Deus continue nos dando a graça  de seguir fazendo experiencia de Seu amor, não sendo indiferente a dor do povo que sofre mas  confia que alguém  os acompanha através da oração e sendo uma presença que leva esperança.

 

Hoje é festa de N.S de Guadalupe, sabemos que Maria nos acompanha em nosso peregrinar neste mundo, sigamos confiante em sua ajuda, para que nossa vida  transpareça  o amor de Deus e assim  seguir caminhando  no intuito de fazer sempre a vontade de Deus.

 

Termino  abracando a cada uma e confiante em vossa oração, com carinho,  Hna. Vanilda.

 

Deixe um comentário